Enfim, escolhemos nossa casa

Uma das primeiras coisas definidas desde que resolvemos comprar a casa foi: entrar no programa Minha Casa, Minha Vida. Hoje é a melhor opção para quem procura o primeiro imóvel e quer fazer um negócio razoável do ponto de vista financeiro (taxas de juros anuais a partir de 4,5% e, no máximo, 6% (o mesmo que a poupança ultimamente).

Hora de procurar o nosso futuro endereço, a nova e definitiva Casa dos Meninos! Pois é, passeamos por algumas edições de feiras de habitação juntos, o João conheceu e conversou com diversos corretores imobiliários – e aí está a primeira dica: pergunte mil vezes a mesma dúvida para ter certeza de que a informação está correta -, até que chegamos à oferta da construtora Konkreta e do Grupo Feltrin, o representante deles com quem sentamos pra conversar.

Antes disso, chegamos a visitar uma obra em Biguaçu – às margens da BR-101 – e um condomínio recentemente entregue, no bairro Ponta do Imaruim, em Palhoça. Mas isso tudo ficou pra trás quando o corretor nos apresentou a proposta do condomínio Torres da Bela Vista, que fica na BR-282, ainda em Palhoça, e a 600 metros do entrocamento com a BR-101.

Foram duas reuniões, apresentação do projeto e mais de uma dezena de repetição das contas pra ter certeza de que tudo caberá no orçamento. Pois bem, chega de enrolar. Eis o projeto de como será nossa futura casa:

planta do imóvel

Como esta é a primeira obra da Konkreta pelo programa Minha Casa, Minha Vida, ficamos um tanto ressabiados. Por isso, resolvemos seguir umas dicas dadas pelo Denison, o irmão do Danilo: marcamos uma visita à construtora para conhecer pessoalmente o escritório, além de visitar o terreno, checar se havia algum comentário em redes sociais e ainda consultar empresários do mercado imobiliário para aferir a credibilidade da empresa.

Tarefa feita, demos o OK e deixamos que os funcionários do Grupo Feltrin – destaque pra atenciosa e competente gerente de vendas Fabiana Mota – elaborassem os primeiros contratos – como o de intenção de compra e venda e a elaboração da proposta para pagamento parcelado da entrada.

Reclamação: a partir daqui, o corretor de imóveis simplesmente passou a não atender mais nossas ligações ou e-mails, mas a Fabiana se mostrou super receptiva, o que aliviou a tensão dos marinheiros de primeira viagem.

Passo seguinte: começar a separar a papelada. Pra isso foi super tranquilo: tanto a Fabiana quanto o Lucas, do correspondente imobiliário, tiraram nossas dúvidas e foram muito eficientes em resolver as questões. Daqui pra frente, o sonho começa a tomar forma e as conversas vão em duas alas: os sonhos para mobiliário e decoração e as necessidades para concretizar o negócio. Mas isso é outra história…

Anúncios

Um comentário em “Enfim, escolhemos nossa casa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s