Comprovado: corporações que elegem mais políticos recebem mais recursos públicos

Influência ajuda a ter verba liberada, segundo estudoEmpiricamente, todos já tinham essa noção, mas agora um estudo, elaborado por quatro instituições confirma estas concepções. A pesquisa demonstrou que conexões políticas ajudam a obter empréstimos. O material foi divulgado pela Univali (Universidade do Vale do Itajaí) recentemente.

Conforme o estudo, as empresas que usam doações de campanha para construir boas relações políticas são as que têm mais acesso aos empréstimos do  com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

O resultado foi concluído pela pesquisa realizada em conjunto por estudiosos do Insper, da Universidade de Harvard, da Fundação Getúlio Vargas e da Univali.

Segundo o estudo, para cada deputado, governador, senador e até presidente da República eleito com seu apoio, uma empresa recebe do BNDES, em média, US$ 28 milhões na forma de empréstimos ou por meio de financiamentos a projetos de infraestrutura dos quais participa.

A conclusão e o cálculo são baseados em um exercício matemático feito com informações de 289 companhias abertas e da Justiça Eleitoral. Para realizar o estudo, os pesquisadores mapearam, nas eleições de 2002 e 2006, quem foram os candidatos que receberam contribuições para suas campanhas, quantos se elegeram e quantos não foram eleitos.

A pesquisa demonstrou, ainda, que as empresas que têm maior probabilidade de receber recursos do BNDES não são as que doam mais e sim as que conseguem eleger mais candidatos, independente se são ou não da base do governo.

Além disso, segundo a pesquisa, não existe uma relação direta entre eleger um candidato e receber o recurso do BNDES. Os dados indicam é que uma empresa que se conecta com políticos eleitos tem probabilidade maior de receber recursos. Ou seja, ao doar, a empresa pode ser mais acionada pelo governo para participar de projetos públicos ou ações de política industrial.

O objetivo dos pesquisadores, ao desenvolver o estudo, foi lançar a discussão sobre dúvidas que com frequência rondam o BNDES e responder se as conexões políticas das empresas influem nas decisões do banco.

O estudo analisou as campanhas de 2002 e 2006 e foram consideradas as doações feitas a candidatos a presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual.

Eu bem que tentei ao menos uma audiência, quando estive lá na sede do banco, em 2007, mas não deu certo :(

Eu bem que tentei ao menos uma audiência, quando estive lá na sede do banco, em 2007, mas não deu certo 😦

Anúncios

Uma opinião sobre “Comprovado: corporações que elegem mais políticos recebem mais recursos públicos

  1. Legal ver um estudo demonstrando isso, mesmo que todo mundo já saiba. Infelizmente as coisas andam funcionando desse jeito por aqui e nem dá pra criticar só políticos e empresários não. O ranking dos mais votados costuma seguir a mesma ordem do ranking dos candidatos que mais gastaram.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s